Archive for October, 2016

cartaz-acti-democracia-web-2Compas,

Lhes convidamos para nossa próxima atividade: “Contra a Democracia”

Em meio das eleições e protestos contra o novo governo brasileiro, nos parece pertinente questionar a democracia. Luta-se nas ruas e nas urnas por “mais direitos”, por uma “verdadeira democracia” sem questionar seu papel dominador, civilizador e opressor…

Teremos uma troca de ideia: “Porque e como atacar à democracia. Motivações e Possibilidades.

A atividade será no espaço Utopia e Luta, na escadaria da Borges de Medeiros no centro de Porto Alegre, ás 17hs na quinta 20  de outubro.

Traz tua feira de material para expor…

Recebimos no email

“Enquanto os leões não tiverem seus próprios cronistas, as histórias de caça continuaram glorificando no caçador”.

capa-s-e-v

Pomos a disposição, convidando a sua difusão, o livro “Sacco e Vanzetti. A vigência da solidariedade anarquista: das jornadas dos anos 20 à agitação permanente pelos/as anarquistas sequestrados/as hoje”, apresentado na atividade em memória de Sacco e Vanzetti e pela semana de agitação pelxs anarquistas presxs da Biblioteca Kaos.

Trata-se duma publicação feita por companheirxs, sobre companheirxs. Nela se apresentam textos traduzidos, recuperados e narrados, desde a vontade de reivindicar uma memória apagada pelos ânimos de pacificidade e de negação: a história da rebeldia e do ataque da qual foram parte Sacco e Vanzetti. Também estão incluídas as cartas enviadas pelos companheiros da CCF, Núcleo Guerrilha Urbana (Giorgos, Olga, Gerasimos e Christos) e CCF (Panagiotis, Michalis, Giorgos, Haris, Theofilos e Damiano) assim como a carta da companheira Tato do Chile, enviadas todas elas para o evento.

“Temos claro que esta publicação não se situa na prateleira dos livros de história simplesmente. É certo que destas agitações nos anos 20 de solidariedade e ação pela libertação de Sacco e Vanzetti um sem fim de lições podem ser tomadas como o claro papel da polícia, da justiça, leis, tribunais e juízes.

Ontem como hoje não são poucos/as companheiros/as que dedicam suas vidas a luta a ponta de faca, ao conflito aberto com o poder e suas lógicas, com a não conciliação com a autoridade e suas leis. Dentro da guerra social a prisão é uma realidade dura que hoje companheiros/as enfrentam com coerência, de cabeça em pé e em pé de guerra. Claudio Lavazza, Mônica Caballero, Francisco Solar, Marcos Camenish, Nicola Gai, Alfredo Cospito, Ilya Romanov, os irmãos Tsakalos e tantos/as outros/as indomáveis na Grécia, no Chile, no México …

Podemos dizer que esta publicação nasce deste chamado da vontade de manter viva uma memória de luta e coerência como a de Sacco e Vanzetti e com a viva vontade de acenar com um gesto solidário aos companheiros/as que enfrentam hoje o cativeiro.”.

Conteúdo:
– Olá
– Carta de Sacco e Vanzetti difundida nas agitações do 1º de Maio de 1923. Publicada em A Plebe
– Um olhar ao anarquismo autônomo e insurrecional na história dos Estados Unidos
– Nicola Sacco e Bartolomeu Vanzetti Memória e vigência da solidariedade ácrata
– Irreverência do tempo
– Alguns apontamentos sobre as agitações pela libertação dos anarquistas Sacco e Vanzetti em Porto Alegre e noutras cidades
– Cartas acenos e sopros

Link de descarga:
https://mega.nz/#!GIQQTZBB!ZyydOXnDfzk7_K1ynJ89MZYV85tLryvUhfOJDGVSJ6Y